FreeCô, a startup que fatura milhões inspirada no nº 2!

Quem nunca teve uma ideia que a galera disse “nada a ver, que viagem!”?

Outubro de 2018

Artigos em destaque

Quem nunca teve uma ideia que a galera disse “nada a ver, que viagem!”? Foi meio assim, que Rafael Nasser e Renato Radomysler criaram o primeiro bloqueador de odores sanitário brasileiro, o FreeCô, lançado em 2015. Um projeto que surgiu a partir de uma conversa informal, aquela do “nada a ver, que viagem” e que foi impulsionado ou acelerado, para usar um termo da moda, por nós da Today.

A gente não só acredita em transformação digital, como respira, vive e exala isso. Então logo de cara já vimos que o produto e a proposta poderiam superar as expectativas iniciais dos sócios considerando-se o potencial do universo digital.

A partir de um profundo diagnóstico, traçamos os setores a serem trabalhados: PDVs além de drogarias, a entrada em redes de supermercados, público B2B (produtos e serviços específicos para empresas, que têm à disposição a versão FreeCô Pro do produto voltada para uso comercial) e venda online, através da remodelação do ecommerce (esta mais utilizada como ferramenta de análise do perfil do consumidor, do que efetivamente como canal de varejo).

Renato Radomysler e Rafael Nasser, os criadores se pautaram por pesquisas qualitativas que apontaram constrangimento na maioria das pessoas ao fazer o n°2 fora de casa, os jovens empresários mergulharam de cabeça no negócio e comercializaram o primeiro lote com 10 mil unidades da primeira versão do produto. Em apenas dois anos após o lançamento, atingiram faturamento de R$ 12 milhões por ano. Para 2018, a previsão é de 20 milhões de faturamento. E a projeção para 2021, é chegar a 1 milhão de unidades comercializadas por mês e, com isso, registrar um faturamento de R$ 150 milhões por ano. Ufa! Deu tempo de entender e acompanhar o crescimento aqui no texto? Imagina como foi ali no dia a dia.

A primeira ação da FreeCô desenvolvida pela Today foi o vídeo da atriz Adriane Galisteu, em 2015, desenvolvido para tratar o tema de forma leve e descontraída. O resultado? Mais de 10 mil curtidas e sete mil compartilhamentos, em 15 dias de campanha, além de trazer naturalidade para abordar o assunto considerado um tabu. A imprensa de todo o País repercutiu a ação de tão inusitada.

O desafio de comunicar publicamente um tema considerado ainda um tabu para a maioria das pessoas e somar a isso resultados significativos na performance da empresa foi o que aproximou a FreeCô da Today. “Precisávamos de alguém sintonizado com o pensamento de vanguarda que primamos para a FreeCô, que nos ajudasse a trabalhar o tema com profissionalismo e realmente fosse capaz de gerar impacto nas nossas vendas”, disse o sócio Radomysler.

“O crescimento vertiginoso de startups no Brasil é reflexo de uma tendência do mercado alinhada à realidade do País. Enquanto muitas empresas de pequeno a grande porte declinam diante da crise e do novo cenário, as boas ideias dos profissionais mais audaciosos estão escrevendo histórias de sucesso e criatividade surpreendentes. A flexibilidade e velocidade de adaptação das startups as tornam cada vez mais competitivas e fortes candidatas a utilizar a transformação digital em benefício próprio, o que aplicamos com excelência em diversos de nossos clientes e com o quê os temos ajudado a construir cases surpreendentes de crescimento, como com a FreeCô”, explicou Adilson Batista, nosso chefe visionário, que fundou a Today.

A FreeCô tem um modelo de negócio de vanguarda, similar ao de grandes players como a Nike. A produção é terceirizada e o foco está no desenvolvimento da marca, produtos e distribuição. Atualmente, a marca está presente em cerca de 25 mil pontos de vendas, entre eles redes como Kalunga, Drogaria São Paulo, etc. A linha de higiene e bens de consumo atinge hoje os segmentos: farmacêutico, alimentar e multivarejo. Recentemente a empresa lançou a linha de produtos corporativos, uma opção mais prática e adequada para médias e grandes empresas. Eles também possuem diversas opções de fragrâncias além da versão capim-limão original e embalagens especiais como a pocket e a premium, em vidro preto fosco e válvula e letras prateadas, que funciona como um adorno de toalete.


Por Adilson Batista.

Fundador e Diretor de Estratégia da Today.